LANÇAMENTO DE LIVROS

Durante o XI Encontro Nacional da ANPEGE, o ENANPEGE 2015, como nas demais edições, haverá um espaço reservado para que a comunidade geográfica divulgue sua produção de livros. Como ocorreu na edição de 2013 o espaço será chamado de CONVERSA COM O AUTOR, nele os autores poderão divulgar seus livros, comentar um pouco sobre ele e compartilhar a experiência da edição e da publicação da obra.

Esse espaço é aberto a toda comunidade, docentes, pesquisadores e pós-graduandos, podem participar, desde que os livros tenham sido publicados nos anos de 2013, 2014 ou 2015.

O(s) autor(es) interessado(s) devem enviar três cópias do livro para a Secretaria da ANPEGE/Gestão 2014-2015 até agosto de 2015. E preencher o formulário ao lado.

O endereço para o envio dos livros:

SECRETARIA GERAL DA ANPEGE

FCT/UNESP - Campus de Presidente Prudente
Rua Roberto Simonsen, 305 , Discente I - Sala 4
Presidente Prudente-SP
CEP:19060-900
Contato:
Telefone: (18) 3229-5837
e-mail: secretaria@anpege.org.br

Os livros recebidos pela Diretoria da ANPEGE serão doados e passarão a fazer parte do acervo da biblioteca da FCT UNESP - Campus de Presidente Prudente e/ou da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

LIVROS

EXPERIMENTOS EM CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA

Experimentos em Climatologia Geográfica visa contribuir essencialmente na execução de pesquisas cujo foco envolve aplicação de técnicas e/ou instrumentos que permitam mensurar e analisar o clima em diversas escalas. Com 19 capítulos o livro discorre sobre o uso de equipamentos, tecnologias de informação, softwares, métodos estatísticos, formas de coleta e tratamento de dados. O livro conta com a participação de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, articula pesquisas realizadas no Brasil, Portugal, França e Chile. A obra agrega trabalhos de grupos de pesquisas que nesse momento colocam-se no desafio de pensar o estudo da Climatologia a partir de um viés no qual o campo da ação e da experimentação é o cenário e os resultados novas possibilidades de conhecimento.

Autor(es): CHARLEI APARECIDO DA SILVA; EDSON SOARES FIALHO E ERCÍLIA TORRES STEINKE
Editora: Editora da UFGD
ISBN: 978-85-8147-095-5
Ano de publicação: 2014

KANT, O KANTISMO E A GEOGRAFIA

A obra organizada trata do impacto da reflexão kantiana na epistemologia da geografia. a obra também procura fazer uma reflexão sobre os principais conceitos estruturadores da geografia, como paisagem e geoesfera; além de discutir os impactos teóricos e metodológicos da filosofia kantiana na ciência geográfica.

Autor(es): ANTONIO CARLOS VITTE
Editora: APRRIS
ISBN: 9788581923598
Ano de publicação: 2014

APROPRIAÇÃO CAPITALISTA DA TERRA E DESCONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA EM JALES - SP

O livro trata da incorporação territorial do extreno Noroeste de São Paulo, por meio da Fazenda Ponte Pensa,, por meio da ocupação por posses, nas primeiras décadas do século XIX, pelos mineiros; o processo de grilagem das terras da fazenda nas primeiras décadas do século XX; a privatização e o aumento do preço das terras, por meio da legalização dos documentos falsificados e a expansão da ferrovia; o projeto de ?fábricas? de cidades, com intenção de facilitar as vendas de terras pelas companhias ou por loteadores particulares, dando caráter urbano à região; a transformação do sonho, por muito tempo acalentado pelos colonos das antigas franjas pioneiras, na realidade de serem pequenos proprietários; as formas de exploração e a formação de estrutura fundiária peculiar em Jales, ou seja, do predomínio, tanto em número quanto em área, dos estabelecimentos entre os extratos de menos de 10 hectares até 100 hectares.

Autor(es): SEDEVAL NARDOQUE
Editora: EDUFGD - Editora da UFGD
ISBN: 978-85-8147-086-3
Ano de publicação: 2014

CLIMATOLOGIA URBANA E REGIONAL: QUESTÕES TEÓRICAS E ESTUDOS DE CASO

A obra apresenta uma contribuição teórica ao estudo da climatologia urbana e regional, em que se discute a questão das escalas do clima, do planejamento regional, planejamento urbano, da estrutura térmica dos climas urbanos, da avaliação de eventos extremos, das mudanças climáticas e dos riscos climáticos. Os últimos capítulos, tratam-se de estudos de caso.

Autor(es): MARGARETE C. DE C. TRINDADE AMORIM, JOÃO LIMA SANT\\\'ANNA NETO E ANA MONTEIRO
Editora: Outras Expressões
ISBN: 978-85-644-21-46-
Ano de publicação: 2013

A CONSTRUÇÃO DA CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA NO BRASIL

Trata-se de um livro que homenageia a obra de Carlos Augusto de F, Monteiro, em que 3 de seus principais seguidores comentam suas principais contribuições à climatologia: a construção da climatologia geográfica (Sant\'Anna Neto), o sistema clima urbano (Mendonça) e a análise rítmica (Zavattini), além de uma avaliação do próprio Prof. Carlos Augusto sobre as suas propostas de um novo paradigma da climatologia geográfica (Monteiro).

Autor(es): CARLOS AUGUSTO DE FIGUEIREDO MONTEIRO, JOÃO LIMA SANT\\\'ANNA NETO, FRANCISCO DE ASSIS MENDONÇA E JOÃO AFONSO ZAVATTINI
Editora: Alínea Editora
ISBN: 978-85-7516-727-4
Ano de publicação: 2015

A FORMAÇÃO DOCENTE EM GEOGRAFIA: TEORIAS E PRÁTICAS

O presente livro, fruto da reflexibilidade construída na labuta diária da formação de professores em algumas universidades públicas brasileiras, se apresenta como uma contribuição para a compreensão e para a ação transformadora pelos professores e alunos que encontram na indissociabilidade entre a teoria e a pratica - entre os pressupostos teórico-metodológicos da Ciência Geográfica e os didático-pedagógicos da Educação - caminhos que edificam os saberes necessários à cidadania diante das constantes, profundas e inquietantes transformações na contemporaneidade. Assim, destina-se a formação docente em Geografia e aos professores da Educação Básica que fazem acontecer tal perspectiva nas suas práticas didático-pedagógicas.

Autor(es): PAULO SÉRGIO CUNHA FARIAS; MARLENE MACARIO DE OLIVEIRA; GENYLTON ODILON REGO ROCHA; LUIZ EUGÊNIO CARVALHO; MARIA SOARES DA CUNHA; NESTOR ANDRÉ KAERCHER; SÉRGIO LUIZ MALTA DE AZEVEDO; SONIA MARIA DE LIRA; VALESKA NOGUEIRA DE LIMA
Editora: EDUFCG
ISBN: 978-85-8001-117-3
Ano de publicação: 2014

ESPAÇO, TERRITÓRIO E INOVAÇÃO: REPERCUSSÕES GEOGRÁFICAS DA DINÂMICA ECONÔMICA NO SÉCULO XXI

A Geografia é uma ciência que analisa o espaço geográfico, este entendido como produto das relações humanas com a natureza, sendo, portanto, fruto das dinâmicas sociais, econômicas que os homens e mulheres produzem. De tal modo, este trabalho é uma discussão sobre como o capital, ao se reestruturar, reestrutura o espaço e parte da motivação de qual é o real significado da inovação no contexto atual do capitalismo, como ele se conecta com outros elementos já tão anunciados como flexibilidade e internacionalização, buscando saber como a busca da novidade está organizando os territórios.
O argumento aqui defendido é que o capitalismo para ampliar as taxas de lucratividade neste início de milênio possui três elementos estruturais: a internacionalização, a flexibilidade, e a inovação. Este último é o tema central, porque tem sido amplamente defendido em vários âmbitos da sociedade, visto que todos desejam inovar. Dessa forma, ela segue sendo almejada na educação, nas fábricas, no comércio, entre outros segmentos. Por um outro lado, fala-se em sociedade do conhecimento, da informação e, por outro, de um mundo digital. O trabalho aqui apresentado relaciona esses temas e os apresenta como significantes para uma reordenação do território.
Espaço, território e inovação: repercussões geográficas da dinâmica econômica no século XXI se propõem a entender como um território de posse e domínio de seus habitantes é utilizado; reordenado, no sentido de torná-lo um território com as qualidades necessárias para acompanhar o capitalismo atual. Dessa forma o estudo tem um amparo dentro da Geografia Econômica.
Para consubstanciar essa discussão, o território é o conceito-chave, porque busca mostrar como os atores usam o território para a inovação. Além disso, neste contexto do capitalismo atual, o território passa a ser valorizado como um elemento ativo no processo, a ponto de ser usada a expressão ?territórios que aprendem?. Dessa forma, o território está no foco das atenções no momento atual e cabe analisarem-se as relações e as ideologias que escondem essas afirmações.
Em vista disso, este trabalho se desenvolve em três partes: a primeira trabalha com o entendimento do que de fato é esse capitalismo atual, dividindo esse momento em três características: a primeira é a internacionalização da economia, que, através do princípio da intensidade e da extensão, torna-se presente no mundo, e está vinculando a falsa ideia de globalidade, mas que, em realidade, apenas incorpora partes dessa sociedade, e o restante se agrega mais por ideologia ou psicosfera do que por qualquer outro elemento. Em vista, disso o trabalho evita o conceito de globalização e mundialização. Para se substanciar a análise, fala-se em capitalismo atual. A segunda é a flexibilidade, entendida a partir da produção e das relações trabalhistas, pois são elas que efetivamente se flexibilizam. A flexibilização é uma forma de organização mais eficiente para a volatilidade do mercado atual que o capital coloca no lugar da rigidez fordista. E a terceira é a inovação, associada à sociedade da informatização e à tecnociência, vinculadas a uma grande imaterialidade e à virtualidade, que aceleram e flexibilizam as relações espaciais e temporais. Aqui se verifica que, mais do que uma realidade, existe uma ideologia ou psicosfera criada para a crença de que o conhecimento e as novidades são o caminho para o desenvolvimento. E, de fato, o são, mas apenas para os países e as corporações que possuem capitais suficientes para organizar um sistema de inovação.
Na segunda parte, discute-se o reordenamento dos territórios e a formação das aglomerações urbanas. Situam-se conceitos importantes como espaço geográfico e território. Dentre a discussão de território, detalha-se a visão de território como resultado de relações de poder, aproximando-se do conceito de espaço usado de Milton Santos. A análise da formação destes territórios em cidades relaciona-se às necessidades dos atores hegemônicos de se adequarem aos imperativos do capitalismo atual. Em decorrência dessas ações, as aglomerações de cunho científico e informacional emergem; isso para avançar na competitividade.
A terceira parte trabalha com o Brasil, analisando como, na sua condição de país periférico, ele vem articulando políticas para ingressar no processo do capitalismo atual, promovendo, dessa forma, tanto a internacionalização, a flexibilidade, quanto a sociedade da informatização. Mostra que desde a liberalização da economia, no fim dos anos 80, até o do início do século XXI, o País vem empreendendo esforços para entrar na competição e recuperar o posto de País intermediário entre os ricos e pobres. Algumas políticas são discutidas, bem como indicadores brasileiros, revelando-se, assim, a situação ainda precária no contexto da inovação. Contudo é revelado, também, o caráter concentrador do processo, cujas aglomerações estão localizadas, em especial, em São Paulo.
Este livro fala, então, sobre capitalismo, inovação e território, incitando a todos uma reflexão sobre estes temas e os rumos que eles têm tomado na organização de nossos territórios e de nossas vidas


Autor(es): GIOVANA MENDES DE OLIVEIRA
Editora: UFPEL
ISBN: ISBN 978-85-7192-
Ano de publicação: 2013

GEOTECNOLOGIA AO ALCANCE DE TODOS

Com aplicativos recentes, dentre eles o próprio Google Earth, tudo se torna atrativo e aplicável para estudantes, pois em instantes localizam suas casas, escola, shoppings, praças e viajam pelo mundo. É inspirador ver a reação dos alunos quando começam a descobrir possibilidades usando novos aplicativos. Encontram as pirâmides do Egito, a torre Eiffel, a floresta amazônica e esse processo encurta as fronteiras além de possibilitar o fácil entendimento acerca de aplicações de longitude e latitude. Hoje é tudo retirado da internet com facilidade e com apenas um ?click?. Novas gerações tem mais facilidade em lidar com as geotecnologias que estão surgindo, abrindo possibilidades de conhecimento de instrumentos que podem e devem ser utilizados pelos geógrafos e educadores no seu dia a dia. São indiscutíveis os avanços na área de geoprocessamento, principalmente como consequência do aprimoramento na área de informática e tecnologia da informação, que criaram instrumentos que agilizam e apresentam dados mais confiáveis para a tomada de decisão. Para muitos é mais fácil se expressar graficamente para relatar acontecimentos, fatos e idéias, com informações mais claras que auxiliam na compreensão e análise dos dados. Nos exemplos apresentados ao longo deste livro tem-se a idéia do quanto se disseminaram as aplicações de SIG ? Sistemas de Informações Geográficas, tanto para o usuário comum quanto para o técnico profissional. Em um mundo cada vez mais visual, a tomada de decisões é auxiliada com a utilização de sistemas que ajudam a ter uma visão espacial do problema a ser resolvido. O conhecimento e compreensão sobre o espaço geográfico (construção, estrutura, organização, etc.) e os fenômenos que nele atuam (localização, extensão, etc.) são de suma importância para os geógrafos e profissionais de áreas correlatas. Os avanços na geotecnologia têm contribuído para o aumento de usuários em diferentes áreas de atuação, cuja popularização está também relacionada ao livre acesso a essas ferramentas. Aliada às geotecnologias está a Internet, que possibilita uma maior democratização e acesso à informação. Este livro promete ?abrir os olhos? dos geógrafos e educadores para a geovisualização e demais geotecnologias. Não se trata de um roteiro ou manual de instruções de aplicativos e/ou funções (apesar de utilizar alguns exemplos para ilustrar tendências e tecnologias), pois tais aplicativos com suas mais diversas e inovadoras funcionalidades surgem e desaparecem como num passe de mágica. O conteúdo apresentado objetiva apenas demonstrar a ponta de um ?iceberg? que muito rapidamente tem sido descoberto pois o tempo, que representa as águas que o encobrem, passa cada vez mais rapidamente.

Autor(es): SANDRO LAUDARES
Editora: Editora Appris
ISBN: 978-85-8192-413-7
Ano de publicação: 2014

BRASIL FEIÇÕES ILUSTRADAS

O livro apresenta conceitos/definições e ilustrações produzidas a partir do reconhecimento em campo das diferentes linguagens para expressar as formas geomorfológicas, hidrológicas entre outras. Trata-se de um livro elaborado por um conjunto de profissionais que atuam em diferentes paragens do Brasil e no centro do reconhecimento das feições, está uma atividade muito singular no fazer geográfico: o trabalho de campo. O interesse foi registrar as denominações locais atribuídas pela população que, vive em diferentes lugares do país associando-as a imagem e por vezes a literatura regional.

Autor(es): DIRCE MARIA ANTUNES SUERTEGARAY E MAÍRA SUERTEGARAY ROSSATO (ORGANIZADORAS)
Editora: compasso lugar cultura e Imprensa Livre
ISBN: ISBN: 97885769737
Ano de publicação: 2014

CONFLITOS TERRITORIAIS ENTRE O CAMPESINATO E O AGRONEGÓCIO LATIFUNDIÁRIO

Neste livro temos o objetivo de participar do debate sobre as transformações ocorridas no campo brasileiro com a expansão das relações capitalistas expressas no agronegócio e, contraditoriamente, na manutenção do latifúndio. Essa expansão implicou na intensificação da expropriação e negação da terra aos camponeses, o que se desdobrou em lutas e conflitos diversos presentes no campo brasileiro desde um passado distante. Assim, os conflitos entre o agronegócio latifundiário e os camponeses, bem como suas ações para a garantia de existência enquanto classe na sociedade capitalista contemporânea se constituem no eixo central de análise deste livro. Nesse contexto, demonstramos que a expansão das relações capitalistas no campo brasileiro ocorre de modo contraditório e desigual em que a ?nova? face da agricultura capitalista, o agronegócio, se alicerça no ?velho? caráter rentista, especulativo e patrimonialista. A luta camponesa pela reforma agrária, por exemplo, está inserida no contraponto do contexto de transformações conservadoras e de manutenção da ordem oligárquico-empresarial no campo brasileiro. As lutas e conflitos existentes no campo, ora silenciosas, ora sangrentas, marcam a vida e a existência dos camponeses. Destacam-se nessas lutas, a organização nos movimentos sociais, pois eles se tornaram paradigmáticos e centrais nas conquistas dos camponeses. Assim, a presente publicação se dedica a analisar a dimensão territorial dos conflitos camponeses enfatizando sua ação nos movimentos sociais em defesa da reforma agrária, com destaque para as lutas realizadas no estado do Paraná.

Autor(es): JOÃO EDMILSON FABRINI E DJONI ROOS
Editora: Expressão Popular
ISBN: 978-85-6442-170-7
Ano de publicação: 2014

PERCEPÇÃO E REPRESENTAÇÃO GRÁFICA: A ?GEOGRAFICIDADE\" NOS MAPAS MENTAIS DOS COMANDANTES DE EMBARCAÇÕES NO AMAZONAS.

O livro é resultado de tese de doutorado. Discute, numa abordagem fenomenológica, a relação de existência que liga os homens e seus lugares, no caso o lugar estudado foi o Careiro da várzea, município do Amazonas. Esse lugar foi descrito pelos comandantes de embarcações que navegam diariamente esse trecho do Rio Amazonas. O livro vai demonstrar como esses homens percebem e registram, seus conhecimentos sobre esses lugares e como eles o representam representam




Autor(es): AMÉLIA REGINA BATISTA NOGUEIRA
Editora: EDUA
ISBN: 978-85-7401-723-5
Ano de publicação: 2014

EXPRESSÕES DA CULTURA NO TERRITORIO

Expressões da Cultura no Território traz para a comunidade geográfica e além dela, um conjunto de artigos resultantes de pesquisas desenvolvidas sob a orientação da Prof.ª Rosa Maria Vieira Medeiros e dos Prof.s Marcos Saquet e Julio Cesar Suzuki.
Esta coletânea envolve temas que se relacionam à Geografia Cultural, pois discute os conceitos de território e identidade, além de uma diversidade de saberes expressos pelas populações camponesas e urbanas, populações produtoras de vinhos, de cachaça e de cana-de-açucar envolvidas com a culinária, com os Centros de Tradição e com áreas de proteção ambiental. A diversidade temática possibilita ao leitor uma viagem por diferentes territórios brasileiros com costumes distintos, com práticas agrícolas diferenciadas que respeitam, ou não, a natureza e a sociedade.
São quinze artigos distribuídos em três partes: Território e Territorialidades; Territórios, Identidades e Saberes; e Novos Territórios, Antigos Espaços. Na primeira parte se discute a territorialização dos assentados no Rio Grande do Sul em região tradicionalmente dominada pelo latifúndio pecuarista; a contribuição da economia solidária identificada e resgatada em Frederico Westphalen, no norte do Estado do Rio Grande do Sul; e o desenvolvimento territorial de Francisco Beltrão, no sudoeste do Estado do Paraná, relacionado à multidimensionalidade do seu território.Na segunda parte os autores trazem importante contribuição sobre a questão identitária expressa nas tradições levadas para além do território original; na culinária herdada da colonização alemã; na uva e no vinho, parte integrante da tradição italiana e que adquire nova imagem em decorrência do enoturismo; na cachaça, bebida tradicional com território tradicionalmente demarcado; e no turismo camponês como nova alternativa. Já na terceira parte, os autores discutem em seus artigos, os velhos espaços, com sua tradicional cultura marcada na paisagem que, ao sofrer mudanças no seu uso, aos poucos cede lugar a novos territórios, talvez modernos em decorrência das novas tecnologias; talvez excludentes em relação às populações tradicionais; talvez impactantes devido aos novos usos; mas quem sabe preservacionistas ao resgatarem a cultura, a tradição e os saberes. Esta obra, portanto, torna realidade um projeto pensado e discutido com o objetivo de valorizar a produção dos novos mestres e doutores formados nos programas de Pós-Graduação em Geografia da UFRGS, da UNIOESTE, e da USP.


Autor(es): ROSA MARIA VIEIRA MEDEIROS, MICHELE LINDNER
Editora: Editora Evangraf Ltda
ISBN: ISBN 978-85-7727-
Ano de publicação: 2015

PAISAGEM, LUGAR E GLOBALIZAÇÃO NA AMAZÔNIA: AS FAST FOOD EM ESPAÇOS CENTRAIS DE BELÉM-PA

As empresas transnacionais e nacionais sob à luz do capitalismo, instaladas especialmente em bairros centrais da cidade de Belém-PA, estariam complementando a metrópole de equipamentos urbanos, com paisagens estandardizadas, introduzidos pelas empresas de fast food, engendrando cosmopolitismo concernentes a todas as grandes metrópoles brasileiras e mundiais, concomitantemente, trazendo inflexões sócio-urbana para os moradores e trabalhadores do circuito inferior da economia, residentes em bairros centrais, como a mudança de frações do espaço urbano, de valor de uso para valor de troca e, sobretudo, a provável transmutação destes lugares para não-lugares, a partir de uma nova apreensão destes citadinos com os recortes espaciais, reforçada pelas mudanças paisagísticas. Apontando, continuamente o capitalismo imanente à globalização como vetores de mudanças na morfologia espacial, e, consequentemente nas relações socioculturais.



Autor(es): MAURO EMILIO COSTA SILVA
Editora: Novas Edições Acadêmicas
ISBN: 
Ano de publicação: 2015

TERRITÓRIOS DE VIDA. TERRITÓRIOS DE LUTA: HABITAÇÃO, SEGURANÇA ALIMENTAR, SUSTENTABILIDADE E LAZER NA VIDA DO TRABALHADOR.

Habitar, alimentar e recrear, enquanto direitos intrínsecos ao trabalhador, são apresentados como estudos que revelam as potencialidades e as dificuldades vividas pelos habitantes de cada situação geográfica pesquisada. Esta plêiade de estudos possibilita a compreensão do modo de funcionamento dos circuitos econômicos, das formas de apropriação e gestão do espaço urbano e da função socioambiental na manutenção das condições de reprodução da classe trabalhadora.
Considerando-se as geografias apresentadas é possível também elucidar e aprofundar a compreensão de conceitos inerentes ao desenvolvimento científico da própria Geografia e ciências afins. Assim, o elo que sedimenta este livro é a condição do trabalhador na luta pela reprodução de sua capacidade e condições de trabalho em diálogo com a geografia de seu espaço de vivência, seus territórios de vida e seus territórios de luta.

Autor(es): MARIA LUCIA PIRES MENEZES, HILDA MARIA BRAGA E EDUARDO JOSÉ FERNANDES NUNES.
Editora: UEFS Editora
ISBN: 978-85-99799-81-9
Ano de publicação: 2013

ESPAÇO E CULTURA NA RELIGIOSIDADE AFRO-BRASILEIRA

Essa obra traz uma série de reflexões acerca da religiosidade afro-brasileira, tecidas a partir dos referenciais da Geografia Cultural e da Antropologia Cultural.

Autor(es): ANDERSON PEREIRA PORTUGUEZ
Editora: Barlavento
ISBN: 978-85-68066-11-9
Ano de publicação: 2015

GEOGRAFIA: TEMAS E REFLEXÕES

O livro reúne textos que contemplam importantes temas da Geografia na atualidade. Autores de diferentes universidades brasileiras trazem profícuas discussões de suas experiências no ato de pensar e de fazer Geografia. Uma das características marcantes da obra é que procura apresentar tais temas em uma perspectiva integradora desta ciência, demonstrando assim, em seu conjunto, sua riqueza. Está destinada a alunos e professores da graduação e pós-graduação em Geografia e áreas afins. Entendemos também, que pode ser uma fonte de pesquisa para os professores que atuam na educação básica. Os 14 textos apresentados demonstram a riqueza desta ciência e estão agrupados em seis partes. A primeira parte aborda a questão epistemológica na ciência geográfica e a segunda contempla a temática da cidade, cidadania e o planejamento. Na terceira parte são apresentados textos que abordam as migrações e suas territorialidades em diferentes escalas e a quarta parte do livro é dedicada ao ensino de Geografia. A quinta parte envolveu as discussões de uma mesa redonda com o tema: A Reforma Agrária no Governo Dilma Rousseff e o trabalho no campo na atualidade, composta por pesquisadores que discutem a questão agrária brasileira e o trabalho no campo na atual conjuntura. Por fim a sexta e última parte tem como foco a Geografia e as representações cartográficas. Esperamos que todos(as) os(as) leitores(as) ao iniciarem suas leituras dos textos aqui apresentados, nos mais variados temas, possam deles retirar a vontade de seguir, cada vez mais trilhando o belo caminho do aprofundamento do conhecimento geográfico.

Autor(es): ADÉLIA APARECIDA DE SOUZA HARACENKO; CLAUDIVAN SANCHES LOPES; FERNANDO LUIZ DE PAULA SANTIL; NATHÁLIA PRADO ROSOLÉM; SUELI DE CASTRO GOMES (ORGS.).
Editora: Eduem
ISBN: 978-85-7628-620-2
Ano de publicação: 2015

FESTAS GEOGRÁFICAS DE CARNAVAIS A EVENTOS JUNINOS E POPULARES

Situa a ordem espacial, ou geográfica, das festas populares. Sob essa compreensão o carnaval e as festas juninas são investigados e postos a interpretações..

Autor(es): ANELINO FRANCISCO DA SILVA
Editora: EDUFRN Editora da UFRN
ISBN: 978-85-425-0076-9
Ano de publicação: 2013

RISCOS CLIMÁTICOS... VULNERABILIDADES E RESILIÊNÇA ASSOCIADOS

Os riscos climáticos tem impactado cada vez mais as diferentes sociedades humanas. Eles tem se intensificado na fase contemporánea, seja por questões ligadas à própria dinâmica da natureza do planeta, seja pelo crescimento populacional associado à ocupação de áreas de riscos e acirramento das condições de vida da população. Aos riscos climáticos atrelam-se, diretamente, as vulnerabilidades, que se manifestam em situações bastante diferenciadas com uma considerável heterogeneidade quanto aos impactos sobre as sociedades. A resiliencia, o terceiro par do tripé, constitui ainda um grande desafio à gestão dos riscos, devido às limitações e complicações no que concerne à sua dimensão espacial em países não desenvolvidos. O presente livro tras importantes contribuições teóricas para a compreensão dos riscos e vulnerabilidades climáticas, bem como ilustra a discussão com varios exemplos, tanto do Brasil quanto de outros países como Portugal, Cuba, Tunisia e Benin. Dentre os subtemas enfocados destacam-se os riscos climáticos associados às inundações, enchentes, tempestades, secas e saúde humana, bem como aspectos diretamente relacionados à gestão dos riscos.

Autor(es): FRANCISCO MENDONÇA
Editora: Paco Editorial
ISBN: 978-85-8148-727-4
Ano de publicação: 2014

OS CLIMAS DO SUL - EM TEMPOS DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS

As mudanças climáticas globais têm constituído tema de intensos debates e deliberações políticas internacionais de alta importância
nas duas últimas décadas. Posições
hegemônicas versus minoritárias, concordantes ou discordantes umas com as outras, marcam o cenário atual, ainda que sobre o quadro geral paire a incerteza a respeito do conhecimento do fenômeno e suas configurações pretéritas e futuras. É neste contexto que a presente
obra expõe avanços importantes acerca do conhecimento dos climas do Centro-sul do Brasil, abordados com dados atuais e evidenciando particularidades dessa porção do país.

Autor(es): FRANCISCO MENDONÇA
Editora: Paco Editorial
ISBN: 978-85-8148-730-4
Ano de publicação: 2014

A PRÁXIS AGROAMBIENTAL NO CHÃO DO ASSENTAMENTO

Esta coletânea é resultado da realização do projeto de extensão, intitulado: ?Recuperação de Áreas Degradadas no Assentamento de Reforma Agrária São Joaquim em Selvíria-MS?, financiado pelo PROEXT/MEC-2013 e executado junto à PREAE-UFMS. A efetivação do projeto exigiu uma ação transversal envolvendo não apenas diferentes parceiros institucionais (UFMS-CPTL; CPT-MS; AGRAER e CESP), mas, sobretudo, a interdisciplinaridade, uma vez que os colaboradores estão ligados a diversos campos do conhecimento, a saber: geografia; biologia, agronomia, ecologia e pedagogia. A ação de recuperação envolveu a elaboração e registro do PRADE (RESOLUÇÃO SEMAC Nº 027/2008) junto ao IMASUL. O preparo da área, com combate a braquiária e coroamento das covas, foi realizado pelos assentados com orientação do técnico da AGRAER. A escolha das mudas a serem plantadas ficou a cargo do agrônomo da Cesp, tendo como critério a diversidade, semelhança com a vegetação original e disponibilidade de mudas no canteiro da CESP-Castilho/SP. O plantio e os tratos culturais preliminares foram realizados em sistema de mutirão envolvendo os participantes do projeto, alunos voluntários do CPTL, comunidade assentada e alunos da Escola Municipal Rural São Joaquim. Concomitante a essa ação de reflorestamento das nascentes, desenvolveu-se outras intervenções, a saber: palestras, oficinas e eventos. A publicação deste trabalho cumpre a tarefa de evidenciar as possibilidades de articulação ensino, pesquisa e extensão com vistas a contribuir na superação da dicotomia que tem marcado estas práticas na academia.

Autor(es): ROSEMEIRE APARECIDA DE ALMEIDA
Editora: UFMS
ISBN: 978-85-7613-000-0
Ano de publicação: 2015

PRODUÇÃO INDUSTRIAL E COMANDO DO CAPITAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE ESPACIAL

No, analisa-se a dimensão espacial do processo de reestruturação produtiva no Brasil. Além da revisão histórica, dispensa-se amplo tratamento aos dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho e Emprego, no sentido de se examinar a dinâmica da redistribuição espacial dos empregos e dos estabelecimentos dos grupos de atividades industriais extrativa, de transformação tradicional e tecnológica e também de comando do capital, entre os anos de 1995 e 2005. Todos os municípios brasileiros são analisados, mas procura-se dar maior relevo ao papel econômico-produtivo desempenhado pelas metrópoles e pelas cidades médias no contexto da divisão territorial do trabalho contemporânea. Constata-se que a desconcentração espacial das atividades industriais do período anterior diferencia-se da redistribuição em curso, estando menos condicionada por ações diretas do governo, embora ainda sujeita às condições normativas e mesmo técnicas propiciadas pelo Estado. As análises empíricas revelam que as áreas de antiga tradição industrial estão perdendo atratividade sobre novos investimentos, resultando num processo de desconcentração espacial. Todavia, a desconcentração das atividades do grupo industrial tradicional denota ser mais ampla que do grupo industrial tecnológico ? mais restrita ao Centro-Sul. Onde os sistemas de engenharia destinados à fluidez do capital são menos densos, notadamente nas regiões Norte e Nordeste, os crescimentos proporcionais dos empregos e dos estabelecimentos das cidades médias são significativamente maiores que das outras categorias de cidades. As atividades de comando, diferentemente das industriais, ampliam-se em espaços já consolidados ou em vias de consolidação, centralizando-se espacialmente, portanto.

Autor(es): CLEVERSON ALEXSANDER REOLON
Editora: Cultura Acadêmica
ISBN: 978-85-7983-466-0
Ano de publicação: 2013

GEOFILOSOFIA E GEOPOLÍTICA EM MIL PLATÔS

O livro trava um dialogo com os filósofos Gilles Deleuze e Félix Guattari por meio do livro deles Mil Platôs. Nesse diálogo sobressaem o que chamei de Geofilosofia e uma Geopolítica.

Autor(es): CLÁUDIO LUIZ ZANOTELLI
Editora: EDUFES
ISBN: 978-85-7772-206-8
Ano de publicação: 2014

CIDADES DA PATRIMONIALIZAÇÃO GLOBAL / SIMULTANEIDADE TOTALIDADE URBANA - TOTALIDADE-MUNDO

O livro trata da relação entre urbanização e patrimonialização, no contexto de uma dialética da memória. Vai além da difundida abordagem unifocalque se tem feito sobre bens culturais ou centros históricos, para inseri-los na totalidade e na totalização urbanas. Ao teorizar ou propor o conceito de patrimonialização global, o autor avança e contribui com esse tema recente na Geografia, dialoga com outras ciências e, notoriamente, com a Filosofia [a partir de Hebert Marcuse, Theodor Adorno, Walter Benjamin, Henri Lefebvre, Karel Kosík, Georg Lukács, dentre outros]. Debate as estratégias globais dacaptura dos setores de cidades, sem perder de vistaa relação entre a patrimonialização de áreas exclusivasea dilatação da urbanização precária, que seevidenciana pobreza estrutural de periferias espraiadas. Por isso, Everaldo Costa avalia a necessidade de novas metodologias analíticas (sugerindoumainédita) que imbriquemplanejamento urbano e políticas de patrimônio, frente às ações de especulação da terra e da cultura urbanas.Para avaliar os limites das ações capitalistas que afetam a instituição urbana em si, é apresentado o casodas cidades mineiras chanceladas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o queconduzaos argumentos teórico-metodológicos presentes na obra. No afã de desvendarpossibilidades efetivas de empoderamento patrimonial local, o autor problematiza, a partir docotidiano concreto,a qualidade e a dignidade da vida urbana, a qual se faz por totalizações permanentes.Cabe destacar este livrocomo importantemarco entre as pesquisas sobre a natureza do espaço urbano e a sua patrimonialização, pela contribuiçãoteórico-metodológica original.

Autor(es): EVERALDO BATISTA DA COSTA
Editora: Humanitas-USP/Fapesp
ISBN: 9788577322626
Ano de publicação: 2015

CIRCUITO INFERIOR E FLUXOS SÓCIOESPACIAIS: A FEIRA LIVRE DE PAU DOS FERROS-RN

Este livro se propõe uma abordagem integrada, sistêmica e vivida, sem privilegiar este ou aquele aspecto, mas tão somente a interação entre ambos. Como se configura hoje a feira de Pau dos Ferros, do ponto de vista de suas relações com o mercado? Qual o papel do Estado no que tange a reprodução material da feira livre? A feira de Pau dos Ferros apresenta um circuito espacial da produção regional apenas ou é possível falar em escala nacional? De que forma, o mundo vivido da feira se reproduz simbolicamente? A cultura tem um papel central na estruturação desta feira? Quais são as relações entre espaço público e privado na feira livre de Pau dos Ferros? Assim sendo, o objetivo geral do livro é analisar as relações entre o espaço e a feira livre de Pau dos Ferros, à luz das atividades do seu circuito de fluxos inferiores. Para tanto, caracterizamos nos capítulos que seguem as atividades humanas desta como integrantes do circuito de fluxos inferiores informais. Por outro lado, identificamos, também, os circuitos espaciais da sua produção, isto é, a área de ação e de influência destas atividades. Procuramos, assim, compreender as interações sociais entre os feirantes pertencentes ao circuito de fluxos inferiores informais e as atividades de serviço e comércio pertencentes ao circuito de fluxos inferiores formais ou ao circuito de fluxos superiores secundários. Averiguar os sistemas de ações comunicativas e instrumentais entre feirantes e consumidores e deles entre si, no interior da feira livre e entender os tipos de relações sociais de cooperação ou de competição entre feirantes e consumidores. Esta obra foi escrita por pesquisadores do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Espaço, Ensino e Ciências Humanas ? GEPEECH ? ligado ao Curso de Geografia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, em Pau dos Ferros, bem como ao Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais e Humanas, de Mossoró, da UERN. Assim, ocorreram discussões do referencial teórico-metodológico incluindo textos centrado nos dois circuitos da economia urbana (SANTOS, 1979), nos circuitos de fluxos socioespaciais (CARNEIRO, 2006, 2011), na teoria da ação comunicativa (HABERMAS, 2003).

Autor(es): ROSALVO NOBRE CARNEIRO (ORGANIZADOR)
Editora: Edições UERN
ISBN: 978-85-7621-087-0
Ano de publicação: 2014

OS DOIS CIRCUITOS DA ECONOMIA URBANA DOS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS HOJE

A comprovação do aumento, cada vez maior, da complexidade da realidade sócioespacial dos lugares, foi impulsionada pelas acelerações contemporâneas, ou seja, pelo advento do período tecnológico, bem como da constituição do meio técnico-científico-informacional no Brasil e, principalmente, o surgimento de certas questões acerca da realidade dos espaços das redes de dormir do Nordeste brasileiro, em especial, a problemática de como definir a sua indústria têxtil, fizeram-nos a crer na necessidade de uma renovação da teoria dos dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. Logo, essa renovação que, aqui, procura-se, tão-somente, principiar, certamente, é incompleta e como todo empreendimento dessa natureza, passível de cair em incoerências e erros. Todavia, inspiramo-nos em Nietzsche (2004, p. 63) e seu aforismo contra o remorso quando este afirma: ?o pensador vê em seus atos, pesquisas e questões tentativas destinadas a dar-lhe este ou aquele esclarecimento: o sucesso e o fracasso, são acima de tudo respostas?. Nesse sentido, é necessário, pois, tentar, obviamente, vê até aonde se poderá chegar, daí ressaltarmos que esses percalços não devem ser um impedimento à busca de uma renovação, que se acredita, ser importante, sobretudo quando se verifica a retomada da importância das atividades do circuito inferior em todo o mundo, incluindo assim, os países centrais ou periféricos, desenvolvidos ou subdesenvolvidos, emergentes ou não, em função da passagem da acumulação rígida do fordismo para a acumulação flexível. Diante deste empreendimento coloca-se, por ora, diante de dois tipos de aventuras, nada fáceis certamente: a primeira, a leitura crítica da teoria dos dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos, a fim de identificar suas desatualidades e, ao mesmo tempo, atualidades, a inadequação ou não para o tratamento da produção do espaço no período atual. A segunda, a renovação da teoria através da proposição da existência de circuitos de fluxos socioespaciais, em contraposição aos dois circuitos da economia urbana, tomando assim, como embasamento empírico a realidade dos principais lugares do Nordeste brasileiro, que fabricam redes de dormir e produtos substitutos. Assim sendo, este livro é fruto de discussões consolidadas no Mestrado e no Doutorado, do Programa de Pós-graduação em Geografia da UFPE, em qual, tivemos a oportunidade de trabalhar com o pensamento de Milton Santos e de Jürgen Habermas. De um lado, a teoria dos dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos e, de outro, a teoria da ação comunicativa. Aqui, os municípios produtores de redes de dormir do Nordeste brasileiro, especialmente, São Bento, na Paraíba, Jaguaruana, no Ceará, Tacaratu, em Pernambuco e Jardim de Piranhas, no Rio Grande do Norte foram o campo de aplicação teórica das pesquisas.

Autor(es): ROSALVO NOBRE CARNEIRO
Editora: Edições UERN
ISBN: 978-85-7621-098-6
Ano de publicação: 2015

REQUALIFICAÇÃO URBANA DA PAISAGEM DE VÁRZEA E SUAS CONSEQUÊNCIAS SOCIOAMBIENTAIS

Esse trabalho é um dos resultados da dissertação de mestrado intitulada ?Requalificação urbana da paisagem de várzea da Vila da Barca ? Belém/Pará e suas consequências socioambientais?, a qual partiu das análises das alterações ocorridas na paisagem da Vila da Barca. O objetivo o qual este se propõe se pauta na análise das mudanças no significado da Vila da Barca para os seus moradores, especialmente após a implantação do Projeto Habitacional nessa comunidade, este projeto apesar de ser resultado de reivindicações e lutas entre sociedade organizada, membros de instituições religiosas e outros, vem interferindo não apenas na paisagem desse lugar, mas também, sobre o modo de vida dessa comunidade, que tem seus resquícios de sujeitos rurais-ribeirinhos.

Autor(es): VIVIANE CORRÊA SANTOS
Editora: Editora Itacaiúnas
ISBN: 978-85-68154-07-6
Ano de publicação: 2014

CULTURAS DESVIANTES: ANDANÇAS AMAZÔNICAS PELO VALE DO GUAPORÉ

As comunidades ribeirinhas amazônicas vivem entre mundos-espaços. O espaço da natureza, composto pelos rios e florestas, e o espaço social, formado pela comunidade e a rua (cidade). Neste universo entre mundos questionamos como os moradores da Comunidade de Jesus, localizada a margem direita do Rio São Miguel do Guaporé, no Vale do Guaporé (Rondônia) (re)criam suas espacialidades. Para tanto, buscamos compreender as lógicas desse processo pela interpretação das práticas instituidoras do espaço concebido, percebido e vivido (LEFEBVRE, 1974). Destarte, elaboramos a tese das comunidades ribeirinhas como portadoras de culturas desviantes. Os objetivos que conduziram tal exercício foram: i) a compreensão das formas e dos conteúdos das espacialidades recriadas pelos ribeirinhos, ii) a comprovação das estratégias e as táticas experienciadas pelos grupos nas relações de poder quanto ao controle, domínio e apropriação do espaço e iii) a interpretação das relações imaginárias presente no espaço vivido das comunidades ribeirinhas. Para compormos a interpretação da vida ribeirinha nos apropriamos da abordagem cultural em geografia conjungada a nossa proposta metodológica, a espacialidade dialética, interligada em três procedimentos: a descrição horizontal, a desconstrução vertical e a reconstrução da espacialidade. Pela mediação dos pressupostos teoricos e das práticas experienciadas junto a Comunidade de Jesus concebemos os espaços-mundo da mata e do rio, o cotidiano do tempo das chuvas e o tempo da estiagem e os processos de desterritorializações como elementos constiuidores das culturas desviantes. Como resultante do nosso fazer e pensar geográficos esperamos acrescer uma peça a mais no caleidoscópio que compõe a complexidade, a riqueza e a beleza da vida e morte ribeirinha.

Autor(es): AVACIR GOMES DOS SANTOS SILVA
Editora: Editora UFG
ISBN: 987-85-7274-381-5
Ano de publicação: 2014

DATALUTA - QUESTÃO AGRÁRIA E COLETIVO DE PENSAMENTO

Os estudiosos da luta pela terra e suas manifestações sabem que os dados são difíceis de encontrar. E, quando se encontra, é difícil de decifrá-los, sempre limitados em alcance geográfico ou histórico e geralmente em contradição com a realidade em diferentes escalas. Os conflitos, em geral, são tratados como epifenômeno, em vez de serem vistos como fundamental para as transformações agrárias. Este livro ajuda a corrigir isso. Ele pode ser lido juntamente com as publicações regulares do Boletim Dataluta, em que os autores sintetizam e analisam os dados e os apresentam em forma de textos, gráficos e mapas.

Autor(es): JANAINA FRANCISCA DE SOUZA CAMPOS VINHA, ESTEVAN LEOPOLDO DE FREITAS COCA E BERNARDO MANÇANO FERNANDES
Editora: Outras Expressões
ISBN: 978-85-6442-172-1
Ano de publicação: 2014

TERRITÓRIOS EM DISPUTA: DO IMPASSE AO JOGO COMPARTILHADO ENTRE TÉCNICOS E RESIDENTES - PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO MAR

A autora enfrenta e explicita, os conflitos e os processos decisórios decorrentes da gestão da presença de comunidades tradicionais caiçaras e quilombolas, em Ubatuba/SP, nos Parques: Estadual da Serra do Mar Nacional da Serra da Bocaina.
Trata de situações d e s o b r e p o s i ç ã o e n t r e Territórios Tradicionais (das comunidades) e Unidades de C o n s e r v a ç ã o d e P r o t e ç ã o Integral, muito recorrente nas areas protegidas nacionais.
Analisa Situações de Ação (marcos históricos), entre 2001 e 2009, consideradas mais significativas, do ponto de vista do jogo de interações proveniente, sobretudo, do posicionamento dos atores governamentais e dos residentes, usando o conceito de Arena c o m o s i m b o l o g i a p a r a a negociação construída.


Autor(es): ELIANE SIMÕES
Editora: Annablume/Fapesp
ISBN: 978-85-391-640-0
Ano de publicação: 2015

MOVIMENTOS NO ENSINAR GEOGRAFIA - ROMPENDO ROTAÇÕES

O livro traz possibilidades de práticas docentes que se movimentam para acompanharem a realidade escolar. Os movimentos apresentados pretendem fugir da rotação, buscam caminhos que surpreendam e encaminham os alunos a lerem provisoriamente o complexo mundo onde vivemos. São experiências, reflexões, posturas dialógicas de encaminhamentos, a partir de pesquisas no campo do ensino da geografia de participantes ou colaboradores do NEEGEO/UFRGS com a colaboração do Programa de Pós Graduação em Geografia da UFRGS.

Autor(es): CASTROGIOVANNI, ANTONIO CARLOS; TONINI, IVAINE MARIA; KAERCHER, NESTOR ANDRÉ E COSTELLA, ROSELANE ZORDAN
Editora: Evangraf
ISBN: 978-85-7727-739-1
Ano de publicação: 2015

GEOGRAFIA & FOTOGRAFIA: APONTAMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS

Trata-se da relação entre a Geografia e Fotografia, a qual propomos escapar do lugar-comum, e dar-lhe uma atenção menos displicente. Sendo assim, este livro reúne contribuições que, apesar de algo heterogêneas, tem em comum um mesmo viés: o de aproximar conceitos, métodos, técnicas e produtos daqueles dois âmbitos.

Autor(es): VALDIR ADILSON STEINKE; DANTE FLAVIO DA COSTA REIS JR.; EVERALDO BATISTA DA COSTA
Editora: Edições LAGIM
ISBN: 978-85-68437-01-8
Ano de publicação: 2015

QUEM PRECISA DE REGIÃO ? O ESPAÇO (DIVIDIDO) EM DISPUTA

Geografia Regional e a consequente discussão conceitual sobre região.

Autor(es): MATEUS DE MORAES SERVILHA
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433281
Ano de publicação: 2015

DOS ESPAÇOS DE CONTROLE AOS TERRITORIOS DISSIDENTES

Textos de Divulgação Científica e Análise Política

Autor(es): MARCELO LOPES DE SOUZA
Editora: Consequencia
ISBN: 7988569437000
Ano de publicação: 2015

DESAFIOS DA METROPOLIZAÇÃO DO ESPAÇO

A Metropolização marca o momento atual da organização do espaço e das praticas espaciais que nele se realizam

Autor(es): Alvaro Ferreira, João Rua e Regina Célia de Mattos
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433298
Ano de publicação: 2015

INTERSECCIONALIDADES, GÊNERO E SEXUALIDADES NA ANÁLISE ESPACIAL

O livro é prova da diferença que lugar faz para a construção de saberes geográficos queer e feministas. Este livro, reúne pesquisas que vão além de discursos geográficos anglo-americanos, e localiza - ao centro do palco - saberes queer \'em\' e \'sobre\' Brasil, Espanha, Catalunha e México.

Autor(es): MARIA DAS GRAÇAS SILVA NASCIMENTOS / JOSELI MARIA SILVA
Editora: TODAPALAVRA
ISBN: 978-85-62450-37-2
Ano de publicação: 2014

ENSINO DE GEOGRAFIA - PRODUÇÃO DO ESPAÇO E PROCESSOS FORMATIVOS

O Livro aborda temas como ensinar os conceitos e os conteúdos que possibilitam a articulação com uma Educação Geográfica voltada para a construção cidadã e consciente dos fenômenos geográficos especializados nos seus lugares de vivencia.

Autor(es): ANA CLAUDIA RAMOS SACRAMENTO , CHARLLES DA FRANÇA ANTUNES E MANUEL MARTINS DE SANTANA FILHO
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433250
Ano de publicação: 2015

POR UMA GEOGRAFIA DAS TERRITORIALIDADES E DAS TEMPORALIDADES

Uma Concepção Multidimensional voltada para a cooperação e para o desenvolvimento regional

Autor(es): Marcos Aurelio Saquet
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433274
Ano de publicação: 2015

GEOGRAFIAS MALDITAS - CORPOS, SEXUALIDADES E ESPAÇOS

Este livro constitui uma intervenção importante no estudo das geografias de gênero, sexualidade e do corpo. O título reflete a extensão em que travestis e transgêneros estão sujeitos a violência física e simbólica na vida cotidiana.

Autor(es): JOSELI MARIA SILVA / MARCIO JOSE ORNAT / ALIDES BAPTISTA CHIMIN JUNIOR
Editora: TODAPALAVRA
ISBN: 978-85-62450-29-7
Ano de publicação: 2013

GEOGRAFIA URBANA, CIENCIA E AÇÃO POLITICA

No Atual período histórico, o urbano é um locus privilegiado para a ampliação dos excedentes que objetivam a acumulação ampliada do capital

Autor(es): FLORIANO GODINHO DE OLIVEIRA, DÉSIREE GUICHARD FREIRE, GILMAR MASCARENHAS DE JESUS.
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433229
Ano de publicação: 2014

ENCRUZILHADAS GEOGRÁFICAS: NOTAS SOBRE A COMPREENSÃO DO SUJEITO NA TEORIA SOCIAL CRÍTICA

Notas sobre a compreensão do sujeito na teoria social critica

Autor(es): ELIAS LOPES DE LIMA
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433144
Ano de publicação: 2014

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NOS CAMPOS GERAIS DO PARANÁ: DIFERENTES ABORDAGENS

O livro versa sobre a situação legal das ucs situadas na região dos Campos Gerais do Paraná sob diferentes enfoques metodológicos. Traz ainda aspectos teórico-conceituais atinentes a conservação da natureza.

Autor(es): ISONEL SANDINO MENEGUZZO
Editora: Estúdio Texto
ISBN: 9788567798271
Ano de publicação: 2015

ESTUDOS AGRÁRIOS: DESENVOLVIMENTO DE PESQUISAS NO RURAL

Apresentação

?Estudos agrários: o desenvolvimento de pesquisas no rural?, é mais uma construção realizada através de esforços de pesquisadores do norte de Minas Gerais, de São Paulo e do sul do país.
Os mineiros apresentam trabalhos que são orientados a partir do Nú¬cleo de Estudos e Pesquisas em Geografia Rural ? NEPGeR ? da Univer¬sidade Estadual de Montes Claros ? UNIMONTES; o estudo referente ao estado de São Paulo, estão vinculados ao Núcleo de Estudos Agrários - NEA da Universidade Estadual Paulista - UNESP de Rio Claro - e os sulinos, aos estudos do Laboratório de Estudos Agrários e Ambientais - LEAA da Universidade Federal de Pelotas - UFEPel.
Os estudos que compõem este livro são resultados apresentados no I Encontro Interinstitucional de Estudos Agrários e no III Encontro da Rede de Estudos Agrários- REA, realizado no Norte de Minas, em no¬vembro de 2013, sob a coordenação do NEPGeR.
As conquistas desses três grupos vêm aprimorando os debates da Ge¬ografia Agrária e da agricultura no país, o que promove encontros perió¬dicos centrados na Rede de Estudos Agrário - REA. Os estudos apontam particularidades entre elementos comuns e diferenciados regionalmente. Os trabalhos apresentados discorrem sobre inúmeras temáticas, desde as generalistas como os estudos de caso em ambas as regiões. O tema central desenvolvido abrange a pesquisa no rural como elemento fundan¬te de todos os trabalhos. Tem sido com esse desenvolvimento de pesqui¬sas que se ampliam as diferentes visões sobre os estudos agrários, tanto
no sul, em São Paulo, quanto no norte de Minas.
O livro apresenta-se em três temas de pesquisa e seus respectivos eixos. O primeiro tema, estabelece ?Relações da agricultura familiar e suas diversidades nas regiões em estudo?, com as seguintes abordagens: agricultura familiar e o processo de urbanização; a questão do desen¬volvimento rural; o enfoque analítico e normativo dentro da agricultura familiar e, os sistemas agrários.
O segundo tema, aponta para as diversidades, com ?Os elementos que compõe o rural dessas regiões?, como: os projetos de irrigação e os agro¬ecossistemas de base familiar; o turismo no espaço rural; a discussão de cultivos diferenciados como o mogno em pequenas propriedades e, a experiência de Educação Ambiental a partir dos empreendimentos de Economia Solidária.
E no terceiro tema, apresentam-se os ?Estudos da formação e manu¬tenção do rural?, como: a concentração fundiária no Brasil; os benefícios da feira para a população rural e urbana; o perfil do discente e a influên¬cia urbana na organização espacial no contexto brasileiro.
Os encontros da Rede de Estudos Agrária - REA vêm permitindo a sistematização das pesquisas e o intercâmbio de conhecimento, práticas e saberes dessas regiões.
Os organizadores
Montes Claros, Março de 2015.

Autor(es): ANA IVANIA ALVES FONSECA; CÁSSIO ALEXANDRE DA SILVA; SILVIANE GASPARINO COSTA
Editora: Editora Unimontes
ISBN: 978-85-7739-643-6
Ano de publicação: 2015

ESTADO E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS MULTILATINAS

O livro procura compreender o fenômeno de internacionalização das empresas e grupos econômicos com origem e consolidação nos países latino-americanos, especialmente do Brasil, Argentina, Chile e México, que vêm captando crescente volume de Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) por meio de um número bastante significativo de empresas grandes e médias.
De acordo com o autor, trata-se de um movimento de pouco mais de cem anos e com vários pontos de inflexão, que sinaliza a tendência de ampliação das escalas espaciais de acumulação desses capitais particulares \"multilatinos\", embora de maneira desigual. Argentina e Brasil, por exemplo, alternaram-se na liderança dos estoques e fluxos de capitais produtivos realizados até os anos 1980. Desde então, México e Chile incrementaram sua relevância regional, ao passo que a Argentina apresentou uma significativa redução.
As condições políticas e econômicas ao longo da história recente desses quatro países são também analisadas no livro. Uns mais, outros menos, eles levaram a cabo políticas de substituição das importações - com distintas intensidades - e promoveram, em diferentes momentos, políticas neoliberais de abertura econômica desenfreada, de desregulamentação financeira, de privatização e concessão de empresas públicas, entre outras, que influenciaram diretamente as estratégias corporativas dos grupos econômicos locais e a estrutura industrial.

Autor(es): LEANDRO BRUNO SANTOS
Editora: Cultura Acadêmica
ISBN: 9788579834295
Ano de publicação: 2013

PERSPECTIVAS DA GEOGRAFIA AGRÁRIA NO PARANÁ: ABORDAGENS E ENFOQUES METODOLÓGICOS

Este livro é o primeiro fruto direto dos diversos debates oriundos de mesas, grupos de trabalho e pesquisas, além de apresentações orais realizadas no VII Seminário Estadual de Estudos Territoriais e na II Jornada de Pesquisadores de Geografia Agrária do Estado do Paraná (SEET/JPQA-PR), ocorridos na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), com apoio do Departamento de Geografia (DEGEO) e do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG), em agosto de 2014, com apoio financeiro da CAPES. A organização desse encontro teve como base, diretamente, os grupos de pesquisa de Geografia e Desenvolvimento (GEODES), e o Grupo de Estudos de Geografia Agrária e Território (GEGATE), ambos da UEPG, e indiretamente a participação de grupos de pesquisa da UEL (LATEC), UNIOESTE (GETERR e GEOLUTAS), UEM (LAGEA) e UFPR (ENCONTTRA). A temática proposta nesse livro foi apresentada no VII SEET/I JPQA, realizado em 2013 na UFPR, a partir da necessidade da compreensão metodológica dos grupos de pesquisa que fazem parte da rede de pesquisa do estado, formado pelos referidos grupos.
A ampla diversidade de temas direcionados à questão agrária faz com que as dimensões de análises das pesquisas se estabeleçam em duas principais vertentes: os sujeitos do campo e as dinâmicas territoriais, sendo que tais enfoques se subdividem, através das pesquisas, nas seguintes áreas: agroecologia; educação do campo; estado e políticas públicas; cooperativismo; luta pela terra; povos e comunidades tradicionais; corporações e capital; alternativas de renda e relação campo-cidade. A coletânea de artigos deste livro proporcionará ao leitor diversas perspectivas, constituídas sob prismas analíticos e metodológicos distintos, mas que se direcionam em um mesmo caminho contraditório à lógica dominante, e foram divididos pelos seguintes autores: Marcos Aurélio Saquet; Elpídio Serra; Sérgio Fajardo; Luiz Alexandre Gonçalves Cunha; Eliane Tomiasi Paulino; Bernardo Mançano Fernandes; Ândrea Batista Francine; e Celbo Antonio R. Fonseca Rosas. Tais autores fizeram parte da mesa de abertura e, a maioria, coordena os grupos de pesquisa supracitados.

Autor(es): CELBO ANTONIO RAMOS FONSECA ROSAS (ORG.)
Editora: Estúdio Texto
ISBN: 978-85-67798-35-6
Ano de publicação: 2015

TERRITÓRIOS E LUGARES DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE

Trata-se de um livro de difusão da ciência sobre a Região Metropolitana de Porto Alegre. O conteúdo é resultado de cinco anos de pesquisa sobre a RMPA, realizadas principalmente por geógrafos, traduzido para uma linguagem acessível aos alunos e demais interessados na metrópole. Não é uma coletânea, mas uma obra com unidade e orientação clara. Os temas tratados incluem ambiente, história, espaço, política, sociedade... Há muita cartografia produzida especialmente para obra. O objetivo principal da obra é promover o conhecimento sobre diferentes aspectos da RMPA, a alfabetização cartográfica, a identificação com o espaço vivido e a territorialização cidadã dos moradores da cidade. Destina-se a professores da área das ciências humanas: Geografia, Urbanismo, História, Ciências Sociais, etc., alunos e demais interessados na Região Metropolitana de Porto Alegre. O livro tem três tipos de texto: o principal, que trabalha a história, a formação, as dinâmicas da metrópole; boxes, que aprofundam questões como conceitos, temas inovadores etc.; exercícios, muitos deles com o uso de mapas ou a exploração das experiências e vivências dos leitores. A obra se divide em 3 partes: Conhecendo a Metrópole; Desafios da Gestão Metropolitana; As cidades da RMPA.


Autor(es): ADRIANA DORFMAN
Editora: Letra1/IGEO
ISBN: 978-85-63800-11-4
Ano de publicação: 2015

ANUÁRIO UNBRAL DAS FRONTEIRAS BRASILEIRAS 2014

O caráter multidisciplinar e emergente dos Estudos Fronteiriços no Brasil demandou um levantamento sobre a produção acadêmica na área, tomando como referência geógrafos e historiadores, cientistas da informação, cientistas políticos, internacionalistas, entre outros, foi examinado com o objetivo de consolidar o Portal de Acesso Aberto das Universidades Brasileiras sobre Limites e Fronteiras, colaborando com a organização e disponibilização dos trabalhos científicos e da produção técnica sobre as fronteiras brasileiras, e diminuindo a atual dispersão da produção. ?Panorama, percurso e possível agenda para os Estudos Fronteiriços brasileiros?; ?Análise de domínio aplicada aos Estudos Fronteiriços brasileiros\", ?Circunscrição temática do Unbral Fronteiras a partir da análise do questionário para experts em Estudos Fronteiriços? e \"Em busca de boas práticas na preservação e divulgação da produção sobre Estudos Fronteiriços brasileiros\", entre outros textos, compõem o livro.

Autor(es): ADRIANA DORFMAN
Editora: Letra1; IGEO/UFRGS
ISBN: 978-85-63800-19-0
Ano de publicação: 2015

PLANOS GEOESTRATÉGICOS, MIGRAÇÕES E DESLOCAMENTOS FORÇADOS NO CONTINENTE AMERICANO

O livro é o resultado de pesquisas realizadas na América Latina e compartilhadas no âmbito do XIV Congresso Internacional sobre a Integração Regional, Fronteiras e Globalização no Continente Americano (XIV CIIRFGCA), simultâneo ao IV Seminário Reforma do Estado e Território, realizados em Porto Alegre e Sant\'Ana do Livramento ? Brasil, entre 20 e 24 de novembro de 2013. O evento foi promovido pelo Seminário Permanente de Estudos Chicanos e de Fronteiras (SPEChF), situado na Direção de Etnologia e Antropologia Social (DEAS) do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México, com 32 anos de história dedicados às fronteiras, migração internacional, movimentos sociais mexicanos e centro-americanos, sempre com um interesse em apoiar a transformação social utilizando como método a pesquisa-ação participante. Na realização do XIV CIIRFGCA, se somaram grupos acadêmicos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), formados por membros dos Programas de Pós-Graduação em Geografia (POSGEA) e em Planejamento Urbano e Regional (PROPUR), tomando a si a organização do XIV Congresso em Porto Alegre e Sant\'Ana do Livramento. A obra reúne pesquisas de diferentes disciplinas e regiões distintas da Nossa América, cujo centro de reflexão é a interseção de categorias de fronteira, integração e globalização. Portanto, presentes e futuros projetos consolidam um espaço crítico do México para o Sul, registrado nos 16 textos aqui reunidos, escritos em espanhol e português e comprometidos com o social.


Autor(es): ADRIANA DORFMAN, CARLOS IVÁN PACHECO SÁNCHEZ, SARA YANETH FERNÁNDEZ MORENO
Editora: Letra1; IGEO/UFRGS
ISBN: 978-85-63800-11-4
Ano de publicação: 2014

O TERRITÓRIO E A COMUNIDADE KALUNGA: QUILOMBOLAS EM DIVERSOS OLHARES

Os Quilombolas no Estado de Goiás se autodenominaram de Kalunga e, desde a década dos anos 1980 a Universidade Federal de Goiás interessa-se em aproximar deste povo. Atualmente, pesquisadores de diversas áreas de conhecimento investigam o substrato espacial, buscam compreender as práticas culturais e os impactos da modernidade explicando os processos atuantes no Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga. O labor e a curiosidade científica de diversos pesquisadores ampliam as informações e contribuem para darem maior visibilidade aquele grupo étnico.

Faltava, todavia, um livro reunindo as mais recentes produções e, com este intuito, esta coletânea especificamente sobre os Kalunga, soma-se àquelas que se dedicam a evidenciar a diversidade cultural e estudar os quilombolas.

Autor(es): MARIA GERALDA DE ALMEIDA
Editora: Gráfica UFG
ISBN: 9788568359396
Ano de publicação: 2015

É GEOGRAFIA, É PAUL CLAVAL

O Programa de Pós-graduação em Geografia-UFG celebrou os 80 anos do ilustre pesquisador e geógrafo francês, Paul Claval com o e-book intitulado É Geografia, é Paul Claval, organizado pelos professores Tadeu Alencar Arrais e Maria Geralda de Almeida. A publicação reúne artigos de ex orientados como: Paulo Cesar da Costa Gomes, Margareth de Castro Pimenta, José Borzacchiello da Silva, Salete Kozel/Lucileyde Feitosa que testemunham a vivência acadêmica e a personalidade do homenageado. A publicação traz ainda dois textos inéditos e cinco publicações já realizadas em periódicos nacionais e internacionais de autoria de Paul Claval. O intuito deste livro é proporcionar a oportunidade de uma leitura de Paul Claval, considerado como um dos principais geógrafos vivos e de grande contribuição à Geografia brasileira.

Autor(es): MARIA GERALDA DE ALMEIDA; TADEU ALENCAR ARRAIS
Editora: Funape
ISBN: 9788580831092
Ano de publicação: 2013

TERRITÓRIOS DA BAHIA - REGIONALIZAÇÃO, CULTURA E IDENTIDADE

O livro Territórios da Bahia - regionalização, cultura e identidade resulta de pesquisas sobre as políticas de desenvolvimento territorial e cultural implementadas a partir de 2007 na Bahia, com uma nova regionalização do estado em territórios de identidade. Essas pesquisas mostram as especificidades da conjuntura espaço-temporal nas diferentes regiões analisadas, dando voz e vez aos agentes regionais envolvidos em cinco territórios de identidade: Metropolitano de Salvador, Vitória da Conquista, Recôncavo, Portal do Sertão e território do Sisal. Os estudos de caso foram complementados por novos levantamentos, sobre os Pontos de Cultura e os Sistemas de Cultura municipais enquanto políticas específicas e sua implementação/gestão nos diferentes municípios e territórios, assim como sobre a especificidade do samba de roda como marcador e identificador regional do Recôncavo. No livro buscou-se problematizar as noções de cidadania, cultura, identidade e política, operacionalizando os conceitos de região, território e espaço sob um enfoque geográfico, explorando nas análises as articulações entre os agentes e sua atuação em escalas diferenciadas, enfatizando-se a importância da dimensão territorial para a consolidação de processos políticos que valorizem o exercício da cidadania na formulação de políticas de cunho regional.

Autor(es): ANGELO SERPA
Editora: EDUFBA - Editora da Universidade Federal da Bahia
ISBN: 978-85-232-1322-0
Ano de publicação: 2015

CARTOGRAFIA DE PAISAGENS: FUNDAMENTOS

O livro trata, de forma clara, concisa e didática, do conceito de paisagem e dos princípios metodológicos para sua classificação, assim como das técnicas de representação e de observação em campo. Também aborda questões específicas sobre a identificação e a taxonomia das paisagens.

Autor(es): LUCAS COSTA DE SOUZA CAVALCANTI
Editora: Oficina de Textos
ISBN: 978-85-7975-129-5
Ano de publicação: 2014

A PROBLEMÁTICA DA ÁGUA COMO REPRESENTAÇÃO SOCIAL

O livro apresenta os resultados de uma pesquisa desenvolvida na cidade de Guarapuava-PR, na qual, através do estudo das representações sociais da problemática da água, procuramos entender como os indivíduos, na sua vida cotidiana, estabelecem relações com esse importante elemento natural. As representações negativas de certos citadinos sobre os curso d\'água próximos às suas casas, vendo-os como problema, estão intimamente ligadas a experiências anteriores e à falta de contato com alternativas urbanísticas em que a presença da água tenha sido positivamente incorporada à paisagem. A falta de experiências positivas de proteção das águas no meio urbano faz com que sua visibilidade seja gradativamente suprimida durante o processo de produção do espaço urbano.

Autor(es): Beatriz Fagundes
Editora: Paco Editorial
ISBN: 978-85-8148-749-6
Ano de publicação: 2015

TERRITÓRIO E COMPETITIVIDADE: RELAÇÕES, TEORIAS E APLICAÇÕES

Essa obra propõe uma revisão teórica e uma análise crítica sobre a imbricação entre conceitos de diferentes áreas - território e competitividade -, analisando-os à luz do contexto regional da produção industrial de vestuário em malha do Sul de Minas Gerais, o chamado Circuito das Malhas. O território aqui é definido não somente pelas relações de poder no espaço, mas também pelos atores e os recursos econômicos, sociais e institucionais que eles mobilizam para obter vantagens competitivas atreladas aos contextos territoriais locais de inserção de seus arranjos produtivos locais. Analisando que o conceito de competitividade, no contexto brasileiro de início dos anos 2000, além de ser utilizado como potencializador de pequenos negócios cooperados em determinados contextos de produção aglomerada e territorializada, alvo de programas e políticas públicas, oferece também, se tratado como obsessão e parâmetro absoluto, fomento à desagregação social e fragmentação territorial caso se adote apenas o viés mercantil dos recursos territoriais em lógica de adoção de estratégias de flexibilidade defensiva e obtenção de vantagens competitivas esporádicas. Esse livro, fruto de pesquisas realizadas entre 2005 e 2007 para uma dissertação de mestrado, busca trazer uma visão interdisciplinar da abordagem da competitividade territorial, buscando ancorá-la nos estudos da Geografia econômica e regional e propondo demonstrar as potencialidades e limitações, as vantagens e riscos, de se atrelar a a análise da competitividade dos negócios e das aglomerações industriais à competitividade dos territórios, sobretudo em um contexto de país periférico, como o Brasil.

Autor(es): LUCAS LABIGALINI FUINI
Editora: Paco Editorial
ISBN: 978-85-8148-734-2
Ano de publicação: 2015

HABITAÇÃO E METRÓPOLE. REPRESENTAÇÕES E PRODUÇÃO DA CIDADE EM DISPUTA

O livro trata do fenômeno de construção das metrópoles, enquanto representações e práticas. Inicia pela definição da Metrópole enquanto efeito de uma disputa por espaço, ideias e moradia (Álvaro Luiz Heidrich, Iára Regina Castello e Paulo Roberto Rodrigues Soares). Em seguida, analisa as perspectivas do futuro da cidade, a partir das Representações e Práticas de Planejamento Urbano e Participação Social ,em Porto Alegre e Região Metropolitana (Milton Cruz, Luciano Fedozzi). Depois, estudam o caso do município de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre (Danielle Heberle Viegas).
Um segundo conjunto de trabalhos estuda os processos de fabricação do espaço urbano. Por um lado, uma análise da promoção imobiliária, mediante o estudo da oferta de imóveis residenciais Novos em Porto Alegre (Júlia Ribes Fagundes). Em segundo lugar, um estudo das Políticas Habitacionais na produção da cidade, enfocando o caso de São Leopoldo (Viviane Florindo Borges). Finalmente, as vivências em um bairro de Porto Alegre, a Restinga, foram reconstituídas por suas práticas e representações (Nola Patrícia Gamalho).


Autor(es): CARTOGRAFIA DE PAISAGENS: FUNDAMENTOS
Editora: Compasso Lugar-cultura; Imprensa Livre
ISBN: 9788576973904
Ano de publicação: 2014

O MEDITERRÂNEO DE VIDAL DE LA BLACHE. O PRIMEIRO ESBOÇO DO MÉTODO GEOGRÁFICO (1872-1918)

O livro em questão procura mostrar que o primeiro objeto geográfico da escola francesa sob a pena de Vidal de la Blache foi o Mediterrâneo. Deste espaço surge, portanto, o primeiro esboço do método geográfico. Vidal de la Blache elegera o Mediterrâneo desde o seu doutoramento, uma das fontes analisadas nessa obra. O Mediterrâneo continua a ocupar um papel de honra em toda a sua carreira, até a sua morte em 1918. Este livro procura mostrar o referente empírico do método geográfico e como os primeiros princípios de método se encontraram neste espaço de cruzamento, tanto geográfico como intelectual.

Autor(es): LARISSA ALVES DE LIRA
Editora: Alameda
ISBN: 978-85-7939-239-9
Ano de publicação: 2013

CRISE URBANA

O espaço é um dos principais objetos de estudo da Geografia. Em sua complexidade, é mais do que somente aquilo que podemos ver ? por exemplo, o lugar onde vivemos ? ou simplesmente um ambiente natural deformado pela presença humana. Pois o espaço é também produto de uma representação social e histórica. É, enfim, uma das obras do processo civilizatório.
Este livro aborda a produção do espaço e o papel da Geografia ? no diálogo necessário com outras disciplinas ? na compreensão do mundo moderno diante dos diversos problemas de uma época em crise, na qual o espaço vem assumindo um protagonismo inédito.
Resultado de um trabalho de pesquisa e de reflexão (sempre aberta ao debate e a questionamentos), este livro é essencial para professores e estudantes que buscam entender em profundidade o espaço urbano atual.

Autor(es): ANA FANI ALESSANDRI CARLOS
Editora: Editora Contexto
ISBN: 9788572448802
Ano de publicação: 2015

A CIDADE COMO NEGÓCIO

A urbanização e a produção do espaço urbano são entendidas, na maioria das vezes, como simples resultantes do desenvolvimento econômico nas cidades. Nesta obra, o espaço é entendido não mais apenas como matéria-prima e meio de produção, mas como mercadoria que se valoriza segundo dinâmicas propriamente urbanas/espaciais e financeiras. Obra voltada para profissionais, professores e estudantes de Geografia, Arquitetura e Urbanismo e áreas afins.

Autor(es): ANAN FANI ALESSANDRI CARLOS
Editora: Editora Contexto
ISBN: 9788572449144
Ano de publicação: 2015

BIOGEOGRAFIA: DINÂMICAS E TRANSFORMAÇÕES DA NATUREZA

Uma das áreas de conhecimento mais fascinantes, Biogeografia trata da relação entre seres vivos, sociedade e os diferentes elementos das paisagens, suas dinâmicas e transformações ao longo do tempo. A sólida base teórica e metodológica aliada a vívidas ilustrações, fotografias e gráficos explicativos absorverão o leitor.
O livro aborda numa linguagem didática os conceitos de distribuição de espécies, extinção e conservação da biodiversidade, dinâmica das populações, Biogeografia Cultural e biomas da superfície terrestre.

Autor(es): ADRIANO SEVERO FIGUEIRÓ
Editora: Oficina de Textos
ISBN: 9788579751769
Ano de publicação: 2015

URBANIZAÇÃO E DESASTRES NATURAIS: ABRANGÊNCIA AMÉRICA DO SUL

Lucí Hidalgo Nunes investiga o vínculo entre os processos recentes de urbanização e as catástrofes ambientais na América do Sul ? região cada vez mais caracterizada pela concentração de pessoas em megalópoles. Em Urbanização e desastres naturais a pesquisadora apresenta um grande levantamento dos desastres hidrometeorológicos e climáticos, geofísicos e biológicos registrados nesta parte do continente americano entre 1960 e 2009, considerando suas evoluções temporais quanto ao número de ocorrências calamitosas, óbitos, afetados e prejuízos econômicos.
Com a crescente urbanização, as atividades de planejamento e prevenção requerem esforços financeiros e intelectuais cada vez mais intensos. Por sua consistência de pesquisa e interesse público na solução de problemas, este livro surge já como marco para uma nova abordagem sobre o assunto, que no futuro pode evitar imensos prejuízos e, acima de tudo, contribuir para que vidas humanas sejam poupadas de tragédias evitáveis.

Autor(es): LUCÍ HIDALGO NUNES
Editora: Oficina de Textos
ISBN: 9788579751790
Ano de publicação: 2015

TEORIAS E PRÁTICAS URBANAS: CONDIÇÕES PARA A SOCIEDADE URBANA

O livro se inspira em contribuições de Henri Lefebvre para nos ajudar a pensar a revolução urbana como um processo contemporâneo voltado para a busca da emancipação via realização da sociedade urbana. Estamos falando da emergência do novo, da emancipação social, do urbano ainda virtual, mas possível. As políticas públicas, em parte materializadas e praticadas por meio da aplicação dos instrumentos da reforma urbana (e pelas quais lutamos desde as últimas décadas do século passado) já mostram sinais de esgotamento em suas possibilidades de contribuir efetivamente para a realização do urbano ou da sociedade urbana.
Os textos que deram origem aos capítulos deste livro constituem uma tentativa de trazer alguma luz sobre o campo cego da realidade urbana contemporânea. Foi proposto aos participantes não apenas escrever coisas novas e ousadas, mas também dialogar com publicações que são referências ?clássicas? e com aquelas mais recentes sobre a problemática urbana, além de resgatar reflexões passadas dos autores, como contribuições para se (re)pensar as teorias e as práticas urbanas.

Autor(es): GERALDO MAGELA COSTA, HELOISA SOARES DE MOURA COSTA, ROBERTO LUÍS DE MELO MONTE-MÓR
Editora: Editora C/Arte
ISBN: 978-85-7654-289-6
Ano de publicação: 2015

INTEGRAÇÃO REGIONAL, FRONTEIRAS E GLOBALIZAÇÃO NO CONTINENTE AMERICANO

O livro constitui-se no primeiro produto acadêmico do XIV Congresso Internacional sobre Integração Regional, Fronteiras e Globalização no Continente Americano e IV Seminário sobre Reforma do Estado e Território.

Autor(es): ALDOMAR ARNALDO RÜCKERT, HELENIZA ÁVILA CAMPOS, ALEJANDRO FABIÁN SCWEITZER
Editora: Imprensa Livre
ISBN: 978-85-7697-341-6
Ano de publicação: 2014

A GEOGRAFIA DO CRIME NA METRÓPOLE: DAS REDES ILEGAIS À \"TERRITORIALIZAÇÃO PERVERSA\" NA PERIFERIA DE BELÉM

Este livro retrata um pouco da realidade cotidiana do espaço interno das grandes metrópoles brasileiras. Em Belém, cidade que é tratada neste trabalho, os problemas relacionados ao narcotráfico, materializado nas áreas periféricas, não se apresentam de forma isolada de um contexto mais geral. Para melhor análise desse quadro, é necessário considerar toda a articulação regional/global das redes do tráfico internacional de drogas que envolve a Amazônia. Assim, Belém se apresenta enquanto um dos ?nós? (nexos ou pontos) de articulação das redes, não apenas como cidade de trânsito da droga, mas como uma cidade em que a droga é consumida. Para isso, o tráfico interno cria estratégias de territorialização que muitas vezes se tornam ?perversas? em meio às formas violentas pelas quais se organizam as diferentes facções, sobretudo nos espaços periféricos que tiveram sua evolução urbana negligenciada pelas políticas públicas. O resultado foi a criação de territórios-zona e territórios-rede do tráfico de drogas. A investigação sobre o processo de surgimento desses territórios, a partir dos estudos geográficos, é a tentativa de contribuição deste livro.

Autor(es): AIALA COLARES DE OLIVEIRA COUTO
Editora: EDUEPA
ISBN: 978-85-8458-001-9
Ano de publicação: 2014

ENSINO DE GEOGRAFIA: NOVOS TEMAIS PARA A GEOGRAFIA ESCOLAR

Novos Temas, novas abordagens, contribuições fundamentais para uma pratica de ensino de Geografia que dialoga com o cotidiano da sociedade.

Autor(es): MARCELO ALONSO MORAIS E DANIEL ABREU DE AZEVEDO
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433151
Ano de publicação: 2014

POR UMA GEOGRAFIA DAS EXISTENCIAS MOVIMENTOS, AÇÃO SOCIAL E PRODUÇÃO DO ESPAÇO

O Desafio é a superação da Geografia comumente fixado sobre grandes formas e os grandes agentes e que atuam por meio de metanarrativas e por discursos hegemônicos, para incluir, outras análises sobre os agentes da dominação que produzem o espaço geográfico.

Autor(es): CATIA ANTONIA DA SILVA, ANDRELINO CAMPOS E NILO SERGIO D\'AVILA MODESTO
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433113
Ano de publicação: 2014

IDENTIDADE, TERRITORIO E RESISTENCIA

Movimentos Sociais nos oferece diferentes perspectivas de leitura, relação dessa ação com a constituição de múltiplas territorialidades, com o forjar cotidiano de distintas identidades e com o reforço da luta que gera resistência.

Autor(es): ONILDO ARAUJO DA SILVA, EDINUSIA MOREIRA CARNEIRO SANTOS E AGRIPINO SOUZA COELHO NETO
Editora: Consequencia
ISBN: 9788564433175
Ano de publicação: 2014

TERRITÓRIO EM CONFLITOS,TERRA E PODER

Trata-se de uma obra que aborda a questão da terra na Amazônia a partir da abordagem socialista do território.
O livro é resultados também da vivencia do Prof. Ariovaldo Umbelino de Oliveira, que permaneceu por quatro anos como PVNS/CAPES na UFT Campus de Porto Nacional, onde coordenou o processo de implantação da pós-graduação em geografia da UFT a partir da criação do curso de Mestrado em Geografia no Campus de Porto Nacional.

Autor(es): ARIOVALDO UMBELINO,DE OLIVEIRA,ELIZEU RIBEIRO LIRA, JOSÉ PEDRO C.CABRAL,ROBERTO DE SOUZA SANTOS
Editora: KELPS
ISBN: 978-85-400-1083-3
Ano de publicação: 2014